Para muitos a diferença pode parecer óbvia. Na verdade, é possível distinguir estes dois alimentos apenas ao olhar para eles: o queijo é, geralmente, mais sólido e o requeijão mais cremoso. No entanto, as principais diferenças entre ambos estão na produção.

O queijo é produzido através da coagulação do leite. Por norma a coagulação inicia-se pela acidificação do leite e, posteriormente, é adicionado o coalho. Depois disso, a coalhada sólida é separada do soro líquido e o queijo sofre maturação. O queijo fresco – muitas vezes confundido com o requeijão – não sofrem maturação, sendo essa a razão para a sua textura mais mole.

Por sua vez, o requeijão é um subproduto do fabrico do queijo. Este lacticínio é obtido através do soro que sobra da coalhada, podendo ser novamente submetido à ação do calor para que as proteínas coagulem e solidifiquem. Como resultado, o requeijão apresenta uma textura cremosa ideal para barrar no pão, bem como um sabor delicado perfeito para juntar a um doce de abóbora ou frutos vermelhos. Este lacticínio pode ainda ser utilizado para confecionar diversas receitas.