Queijo e carne vermelha podem diminuir o risco de problemas cardiovasculares, que levam à morte prematura, concluiu um estudo realizado por investigadores canadianos da McMaster University. Este estudo recorreu a dados de mais de 218 mil pessoas, em 50 países.

Segundo estes investigadores, um regime saudável inclui três doses diárias de laticínios e uma dose e meia de carne.

Uma dieta variada, baseada em alimentos não processados, com consumos moderados de todos os grupos alimentares, dá mais resultados do que uma dieta focada num só grupo de nutrientes.

Os investigadores Andrew Mente e Mahshid Dehghan começaram por recolher informaçõrs que permitiram concluir que 138 500 pessoas, do total da amostra, tinham dietas pobres em gordura e eram as menos saudáveis. Com base nestes dados criaram uma dieta saudável, que foi testada em três grupos diferentes, envolvendo cerca de 80 mil pessoas.

Esta dieta saudável era constituida, diariamente, por:

  • oito porções de fruta e vegetais por dia,
  • duas porções e meia de feijões e frutos secos,
  • uma porção e meia de carne e
  • três de laticínios (o equivalente a um copo de leite, 60 gramas de que queijo e um iogurte, por exemplo).

Andrew Mente afirma mesmo que “as descobertas sobre laticínios e carne vermelha não processada desafiam o pensamento convencional”. E lembra, ainda, que “as recomendações atuais são baseadas em trabalhos realizados há duas ou três décadas”.

Os resultados do estudo, apresentado no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, foram apoiados pela British Heart Foundation.

Fonte: Diário de Notícias